• Marcos Paulo Silva

Santo André inicia temporada com novidades no basquete feminino

Equipe andreense terá novo treinador e trouxe reforços, visando a disputa da LBF; armadora Lays está convocada para a seleção brasileira


Com foco nas disputas de 2022, o time feminino de basquete de Santo André está em processo de renovação para a temporada que terá início em março com a disputa da Liga de Basquete Feminino (LBF), maior competição nacional da modalidade. A cidade é a única equipe que esteve presente em todas as edições do campeonato. Para a nova etapa, a primeira mudança está na comissão técnica. A treinadora Arilza Coraça voltará à coordenação das equipes adulta e de base, e quem assume o comando do time principal é o ex-auxiliar, Rafael “Choco” de Souza. A assistente técnica agora é Andreia Coraça.

Já na quadra, a principal renovação de contrato fica por conta da armadora Lays da Silva, convocada recentemente para a seleção brasileira para a preparação da disputa do Pré-Mundial. O técnico José Neto chamou 14 atletas, sendo que 12 ficarão no grupo que disputará a competição internacional na cidade de Belgrado, na Sériva, em fevereiro. Continuam no grupo as experientes alas Jaqueline e Ariadna, ambas com vasta história na equipe andreense, a pivô Glenda, destaque no vice-campeonato estadual, e ainda a ala-pivô Sassá. Para reforçar o grupo, duas jogadoras foram contratadas: a ala-pivô Evelyn Larissa, que estava no time 3x3 de Santo André, e também a ala Melissa, vinda do Pindamonhangaba.

Além destas sete atletas, o grupo continua dando oportunidade às meninas criadas nas categorias de base, todas com passagem pela seleção brasileira de diferentes categorias. Continuam no grupo Stephany, Ana Paula, Giovanna e Marcella.

“Esperamos uma LBF de alto nível e vamos seguir trabalhando para trazer novas experiências, sobretudo com as atletas que honram a cidade e este brasão. Agradeço a toda equipe de apoio pelo período que fiquei como técnica e sei que o Choco fará um grande trabalho, foi meu aluno desde os 12 anos, e ama Santo André. Vamos trabalhar forte também na formação, que ficou prejudicada com a questão da pandemia”, comentou Arilza Coraça.

“O basquete feminino de Santo André é uma das modalidades mais tradicionais da cidade, contando com diversos títulos. Inúmeras meninas foram criadas aqui, tiveram conquistas e brilham pelo mundo afora e na seleção brasileira. Vamos vir fortes como sempre neste novo ano, buscando estar sempre no topo, e continuando este importante trabalho de base, que prepara não só as meninas para o profissionalismo, mas também para a vida”, definiu o secretário de Esporte e Prática Esportiva, Marcelo Chehade.

eliane-silex-preto-po-90x90cm-01.jpeg.png