• Gabriela Dutra

Santo André inicia construção do primeiro Hospital Veterinário público do ABC

Equipamento vai atender com prioridade animais de tutores de baixa renda e vítimas de maus-tratos


O primeiro hospital veterinário público da região do ABC começa a se tornar realidade. A Prefeitura de Santo André deu início na sexta-feira (18) às obras de construção do equipamento. A estrutura será feita em dois andares com uma área construída total de 700 metros quadrados.

O novo hospital contará com duas salas cirúrgicas, quatro consultórios, salas de pré e pós-cirúrgico, salas de internação e de observação, além de recepção e espera. Também estão previstos um solarium para cães e gatos, sala de cadastro de adoções, área administrativa, copa e laboratório. O projeto contempla ainda salas de coleta e esterilização.

“Mais um compromisso que vamos tirar do papel. Santo André é pioneira no cuidado com os animais e agora terá o primeiro Hospital Veterinário do ABC, com tecnologia de ponta e profissionais qualificados para oferecer um serviço no padrão Qualisaúde”, afirmou o prefeito Paulo Serra.


A obra será realizada na Rua Juquiá, bairro Paraíso, ao lado da Sabina - Escola Parque do Conhecimento, em uma área de 800 metros quadrados. A previsão é que a construção seja finalizada em 12 meses. Quando estiver pronto, o equipamento vai atender com prioridade animais de tutores de baixa renda e vítimas de maus-tratos.

O custo será de R$ 2,8 milhões. Após a finalização da obra, o equipamento será gerenciado pela Secretaria de Meio Ambiente, por meio do Departamento de Proteção e Bem-Estar Animal.

Pet Parque – Nesta sexta-feira, o prefeito Paulo Serra também anunciou a implantação de um Pet Parque no Parque Central. Será o quinto equipamento do tipo na cidade. Trata-se de um espaço pensado para a diversão de cachorros e gatos e integração das famílias. Um espaço que auxilia na saúde mental e também física dos pets, incluindo a socialização com outros da mesma espécie.

A área de aproximadamente 20 mil metros quadrados será cercada, gerando segurança aos animais, e terá dois portões de acesso: um pela rua de entrada da Sabina e outro pelo Parque Central.

O Pet Parque contará com áreas separadas e identificadas para animais de portes diferentes, com bebedouros e lixeiras específicos para cães. Será implantada comunicação visual com orientações de como utilizar o espaço e explicações sobre a finalidade de cada brinquedo.

Haverá ainda um espaço de convivência com bancos para descanso e contemplação para os usuários que levarão seus pets ao novo local. Os percursos gramados e obstáculos aproveitarão a topografia do terreno, além de equipamentos para recreação dos pets.

Toda a área receberá plantio de árvores para sombreamento e conforto térmico. O valor de investimento para a implantação do Pet Parque será de R$ 800 mil.

Para a utilização será necessário seguir algumas regras, como manter o portão fechado e o espaço limpo, ficar sempre atento ao cão, não alimentar os animais no local e manter as vacinas em dia. Cães mais ferozes, como pitbulls e rottweilers, não podem adentrar ao Pet Parque.

“Santo André é reconhecida como uma cidade amiga dos animais. Por isso, trabalhamos para a convivência harmônica nos espaços públicos. É importante reforçar que os cães devem sempre estar com coleiras e guias em nossos parques. Eles só devem ficar soltos no Pet Parque”, destaca o secretário de Meio Ambiente, Fabio Picarelli.

Hoje existem Pet Parques no Parque Regional da Criança Palhaço Estrimilique, Parque Antonio Flaquer (Ipiranguinha), Parque Regional Prefeito Antonio Pezzolo (Chácara Pignatari) e no Parque Prefeito Celso Daniel.

eliane-silex-preto-po-90x90cm-01.jpeg.png