• Gabriela Dutra

Santo André entrega obras de urbanização do Núcleo Pedro Américo

Famílias beneficiadas também receberão títulos de propriedade dos imóveis


A Prefeitura de Santo André, por meio da Secretaria de Habitação e Regularização Fundiária, entregou nesta sexta-feira (13) as obras de urbanização do Núcleo Pedro Américo, na Vila Homero Thon. A ação beneficiou 121 famílias que aguardavam as intervenções há mais de dez anos.

A urbanização do local começou em 2010 e foi interrompida em 2015. A retomada ocorreu dois anos depois, logo no início da atual gestão, após a revisão dos contratos e a reorganização das finanças do município.

“Este é mais um resultado do nosso novo modelo de gestão. Com as contas em ordem foi possível tirar do papel várias obras que estavam paradas quando assumimos. Aqui foi feita uma grande transformação, que incluiu a canalização do Córrego Cassaquera, implantação de uma nova avenida, iluminação de LED e outras melhorias. Assim, integramos os moradores ao restante da cidade, dando dignidade à nossa gente”, ressalta o prefeito Paulo Serra.


As intervenções incluíram reformas nas casas, implantação de redes de água e esgoto, equipamentos de micro e macrodrenagem, vielas, além de obras de contenção e paisagismo.

Durante o evento de entrega, o prefeito Paulo Serra assinou ordem de serviço para o início do processo de regularização fundiária do local. Em cerca de sete meses os moradores devem receber suas escrituras definitivas, dando fim a uma espera de mais de 40 anos.

"Este é um momento de grande alegria, com mais uma obra entregue, fruto do trabalho e empenho desta gestão, mais um compromisso com estas 121 famílias que vamos ter a honra de cumprir. A escritura na mão do morador é sinônimo de respeito e dignidade. Muito feliz em atender as pessoas que mais precisam em nossa cidade", destacou o secretário de Habitação e Regularização Fundiária, Rafael Dalla Rosa.

Alice Inácio mora há 26 anos no Núcleo Pedro Américo e comemorou a entrega das obras e a possibilidade de receber o título de propriedade. “O local aqui mudou muito e para melhor. Tinha muito lixo, rato e era tudo abandonado. Estou muito feliz”, completou.

Santo André entregou mais de 6 mil matrículas desde 2017, marca entre as maiores do Estado. A meta é chegar a 20 mil escrituras até 2024.

eliane-silex-preto-po-90x90cm-01.jpeg.png