• Redação

Santo André acelera pacote de intervenções no Jardim Santa Cristina

Região ganhará em breve Centro Comunitário, pavimentação, drenagem, iluminação, entre outras obras


A Prefeitura de Santo André esta realizando pacote de intervenções no Jardim Santa Cristina, que inclui a criação de um Centro Comunitário e diversas obras de urbanização, com pavimentação, drenagem e nova iluminação. O prefeito Paulo Serra esteve no bairro nesta quinta-feira (22) para acompanhar as obras.

“Com estas obras vamos trazer dignidade para os moradores do Santa Cristina e orgulho maior pela cidade. Aqui era um local com poucas condições e agora estamos transformado em um espaço repleto de funções, agregando e muito para as famílias desta região tão populosa da cidade. Passando este momento de pandemia queremos um uso intensivo do espaço, com uma área de convivência importante, estruturada e organizada”, comentou o prefeito Paulo Serra.

O Centro Comunitário vai oferecer cursos do Fundo Social de Solidariedade, por meio da Escola de Ouro Andreense, unindo lazer, capacitação e atividades culturais. O espaço, onde funciona uma antiga escola de samba, passa por intervenções com a produção de salas de aula para construção civil, beleza, arte, entre outras atividades, além de quadra de esportes e diferentes ações de cultura. A programação é abrir o local conforme o andamento da vacinação contra a Covid-19.


A revitalização do espaço multiuso da comunidade ainda terá salão para festas, reuniões da associação de moradores, ensaio da escola de samba, também passando pela implantação de vias e obras de infraestrutura.

Além do novo Centro Comunitário, o bairro está recebendo diferentes pontos de pavimentação em ruas, com instalação de sarjeta, e obras de drenagem e esgoto, além de nova iluminação, mais segura e eficaz. O investimento para a urbanização é de cerca de R$ 800 mil.

“Estamos felizes por este momento, com mais esta entrega que em breve estará à disposição dos andreenses. Teremos aqui mais uma fonte de capacitação descentralizada, com cursos dinâmicos, e que logo no andar do segundo semestre abrirá inscrições. O trabalho continua para que logo a população da região possa usufruir com segurança e qualidade destes equipamentos”, concluiu a primeira-dama e presidente do Fundo Social de Solidariedade, Ana Carolina Barreto Serra.

eliane-silex-preto-po-90x90cm-01.jpeg.png