• Redação

São Caetano investe R$ 2,5 mi por mês em medicamentos e se destaca na Atenção Farmacêutica



Garantir o acesso e o uso racional de medicamentos sempre foi um grande desafio dos gestores públicos, e que tem sido superado em São Caetano do Sul. Em janeiro de 2017, teve início na cidade o programa de incentivo para a assistência farmacêutica. O conhecimento técnico em políticas públicas de Saúde, agregado aos critérios utilizados para escolha de medicamentos, busca de preços e distribuição, elevou a cidade a um padrão de excelência em assistência farmacêutica. Hoje, são investidos cerca de R$ 2,5 milhões por mês em medicamentos, que abastecem todas as unidades de saúde, rede hospitalar e moradores.

“Nosso primeiro desafio foi arrumar todo abastecimento, tanto na rede hospitalar quanto nas demais unidades de Saúde. De imediato passamos a fazer ata de registro de preços para buscar uma equação de qualidade, quantidade e preço”, explicou o chefe de divisão da Assistência Farmacêutica, Eduardo José de Araújo.


O município passou a adquirir medicamentos em quantidade razoável, com margem de estoque de três meses, e normalizou todo abastecimento. Além disso, a cidade passou a utilizar uma Relação Municipal de Medicamentos, conhecida como tabela Remume, um dos marcos da assistência farmacêutica, pois seleciona medicamentos específicos e desenvolve uma relação diferenciada para atender a demanda municipal.

Na Farmácia de Alto Custo, por exemplo, são investidos por mês cerca de R$ 180 mil em 20 fármacos que não fazem parte dos medicamentos financiados e adquiridos pelos Governos do Estado e Federal, entre eles: Ritalina e Rosuvastatina. Esses medicamentos têm valor elevado e muitas vezes se tornam inacessíveis para a população de baixa renda.

“A Farmácia de Alto Custo (inaugurada em 2019, no 1º andar do Atende Fácil), além de complementar a lista do Governo do Estado com investimentos próprios, facilitou a vida dos quase 4,5 mil moradores que precisavam se deslocar para o Hospital Estadual Mário Covas (onde era feita a dispensação para toda a região), perdendo muitas vezes o dia todo para conseguir retirar seu medicamento. Hoje, em no máximo 20 minutos ele retira o medicamento sem se deslocar a longas distâncias”, explicou Eduardo.

CENTRO DE DISTRIBUIÇÃO

Outro marco no setor foi a criação do Centro de Distribuição e Logística Dr. Nicolao Constantino, no Bairro Prosperidade, em 2018. Até então, a atividade era terceirizada, o que dificultava o gerenciamento de entregas no prazo. “É uma marca histórica para a assistência farmacêutica do município, considerando que conseguimos fazer um ciclo da assistência, uma engrenagem com a seleção dos medicamentos no Remume. Logo em seguida tivemos a implantação do sistema de controle eletrônico de dispensação, onde planejamos a compra e fazemos toda a rastreabilidade dos medicamentos”, afirmou Eduardo.

O Centro de Distribuição controla medicamentos e insumos que somam mais de 2,5 mil itens para as redes de Atenção Básica e hospitalar. Com a inauguração do espaço, o contrato de gestão também foi assumido pelo setor de assistência farmacêutica, passando a ter um equilíbrio financeiro melhor.

PADRONIZAÇÃO DAS FARMÁCIAS

Mudanças físicas também foram feitas em todos os espaços. Hoje todas as Unidades Básicas de Saúde têm uma farmácia com características físicas padronizadas e acolhedoras. Todos os espaços contam com um farmacêutico que oferece orientações técnicas e de sustentabilidade no consumo de medicamentos, melhorando a relação e proximidade com os munícipes.

“Com todo o sistema estruturado passamos a trabalhar com a possibilidade de fornecer medicamentos em casa. Lançamos o Programa Remédio em Casa, hoje atendemos cerca de 7 mil pessoas com medicamentos e entrega de dietas e fraldas. Nossa logística foi toda organizada e, durante a pandemia, conseguimos inclusive avançar neste serviço, que evita a circulação de pessoas e, consequentemente, o risco de contágio do coronavírus.", destacou Eduardo.

ESTRUTURA DA ATENÇÃO FARMACÊUTICA

Centro de Distribuição e Logística Dr. Nicolao Constantino

Farmácia Municipal

Farmácia de Alto Custo

Dispensação de medicamentos em todas as Unidades Básicas de Saúde

Farmácias e farmacêuticos em todas as UBSs

Farmacêuticos 24h em toda a rede hospitalar

139 funcionários

12 câmaras frias

Abastecimento diário em toda rede

Lista ampliada de medicamentos de alto custo, com investimento próprio de R$ 180 mil/mês

Investimento mensal de R$ 2,5 milhões em medicamentos

eliane-silex-preto-po-90x90cm-01.jpeg.png