• Gabriela Dutra

São Bernardo é a primeira cidade visitada por Rodrigo Garcia como governador

Tucano vistoriou Hospital de Clínicas para conhecer estrutura do equipamento, que passa por estudo para ser estadualizado


Empossado na manhã desta sexta-feira (1/4), o governador Rodrigo Garcia cumpriu hoje, em São Bernardo, sua primeira agenda pública na região do Grande ABC, ao lado do prefeito Orlando Morando e da deputada estadual Carla Morando. O tucano vistoriou o Hospital de Clínicas (HC) para conhecer estrutura do equipamento de saúde, no bairro dos Alvarenga, que passa por estudo para ser estadualizado. Na prática, o HC já atua como hospital regional, com cerca de 25% de sua demanda composta por pacientes de outras cidades.

“Neste hospital atendemos a todos, de qualquer município, conforme prevê o SUS. Porém, não dá para continuar pagando essa conta apenas com recursos da Prefeitura. O município não aguenta sozinho. Já temos convênio com o Estado para procedimento de cardiopatias congênitas, com um serviço excepcional, e estamos buscando novas soluções. Por isso, agradeço ao governador por priorizar São Bernardo em sua primeira agenda empossado”, destacou Morando.


Inaugurado em 2013, o Hospital de Clínicas conta com área construída de 32.127,07 metros quadrados, oito pavimentos e dois subsolos, onde estão dispostos 266 leitos e 13 salas de cirurgia. No local, são ofertados atendimentos de urgência, ambulatoriais e produção cirúrgica em diversas especialidades. Em 2019, o equipamento se tornou o primeiro hospital municipal do Brasil a receber a certificação internacional Qmentum, em reconhecimento aos serviços prestados aos pacientes.

“A discussão aqui no HC está, nesse momento, sendo feita pela secretaria da saúde, olhando a importância regional do hospital e também os demais equipamentos que temos aqui na região. O hospital já é referência na cirurgia pediátrica. Vamos identificar novos serviços e avaliar com muita profundidade a possibilidade de fazer uma estadualização fatiada ao longo do tempo, para que a gente comece, neste ano, com investimentos para que esse seja um grande equipamento estadual”, destacou Garcia.

De acordo com o secretário de Saúde, Dr. Geraldo Reple Sobrinho, o HC funciona atualmente com 100% de sua capacidade de atendimento em quase todas as especialidades ambulatoriais e cirúrgicas. Com a estadualização, sua produtividade e serviços serão ainda mais ampliados. “Já somos na prática um hospital estadual. Atendemos pacientes de outras cidades tanto na urgência e emergência, no tratamento ambulatorial e em procedimentos cirúrgicos”, defendeu.

eliane-silex-preto-po-90x90cm-01.jpeg.png