• Redação

Programação com música e dança ao ar livre na Rua de Lazer, em São Caetano, é aprovada por artistas

No último domingo, 22/8, o evento Kennedy Multicultural - Arte e Gastronomia, uma parceria entre as secretarias de Cultura (Secult) e de Esporte, Lazer e Juventude (Selj), agitou a Rua de Lazer, na Avenida Presidente Kennedy, com zumba ao ar livre e uma programação cultural diversificada para todos os gostos e públicos, como forma de incentivo às manifestações dos artistas de rua no local.


“Com o retorno gradativo das atividades ao ar livre, a Nova Kennedy tornou-se um espaço para a convivência social. E o nosso intuito é trabalhar para que a cultura esteja presente onde o público estiver sem deixar de lado o respeito aos protocolos para conter o avanço da Covid-19, como o uso de máscaras e o distanciamento social”, afirma a secretária de Cultura, Liana Crocco.

Segundo Liana Crocco, o evento é uma oportunidade para gerar trabalho e renda aos artistas: “Alguns deles estão tendo a oportunidade de mostrar o seu trabalho ao público, na rua, após o período de restrições. E essa é a nossa função: a de criar possibilidades para uma retomada segura atendendo a demanda do artista junto à população.”


O espaço delimitado pela Rua de Lazer fica no trecho compreendido entre as ruas Romão Belchior Peres e Cavalheiro Ernesto Giuliano, no sentido Centro/Bairro. O local é fechado para veículos e aberto para atividades esportivas, culturais e de lazer todos os domingos, das 7h às 17h.

Lei do Artista de Rua

Durante todo o evento, artistas locais tiveram a oportunidade de apresentar livremente os seus trabalhos na Rua de Lazer por incentivo da Lei 5.578/2017, conhecida como a Lei do Artista de Rua, que visa estimular e desenvolver o trabalho da classe artística, tão afetada pelas medidas vigentes para conter o avanço da Covid-19.

A artesã Zilpa Cavalcante trabalha com artigos em tecido. É palestrante e professora de artesanato. Ela explica que a liberdade de estar na rua sem o compromisso de comparecer regularmente a um determinado posto de trabalho é o que melhor atende atualmente a sua agenda. Das 8h até por volta das 12h, Zilpa já havia vendido diversas peças.

Ela ensina: “Não tem mágica. Vender na rua tem que ser com preço bom.” E acrescenta: “A partir da próxima semana, pretendo dar aula de artesanato aqui na Kennedy. Acredito que esta é uma grande oportunidade de geração de renda para os artesãos e para os artistas de rua em geral.”

As atividades tiveram início com uma animada aula de zumba que tirou o público do chão, sob o comando do professor Alan Ferreira, da Secretaria de Esporte, Lazer e Juventude. Na sequência, apresentações musicais nos mais variados estilos, como forró pé-de-serra, o bom e velho rock and roll e performances de dança.

Retorno

Para Rodrigo Schubert, diretor musical da School of Rock de São Caetano do Sul, “por meio dessa parceria com a Secult, tivemos uma oportunidade maravilhosa para o pessoal da House Band se apresentar. Com isso, a garotada está ganhando experiência, de como funciona realmente estar em cima de um palco. O evento está abrindo muitas portas pra gente.”

Rodrigo explica que a House Band tem a formação renovada anualmente. O grupo que hoje representa a School of Rock também esteve na programação do evento Cultura ao Ar Livre, realizado pela Secult entre os dias 13 e 15 de agosto, no Espaço Verde Chico Mendes: “O interessante é que hoje, na Kennedy, eles estão tocando para um público que não faz parte do nosso público habitual, é bem diversificado. E, para nós, isso é muito importante porque o nosso intuito é mostrar o poder da música para qualquer perfil de plateia”, finaliza.

Encerrando os trabalhos, as bailarinas da Escola de Ballet Sandra Amaral exibiram números de balé clássico, jazz, contemporâneo e livre. Ao longo do dia, diversos food trucks estiveram dispostos na avenida, nas proximidades do Teatro Paulo Machado de Carvalho, com iguarias de dar água na boca à venda, como chopp artesanal, batata frita, pipoca, donuts, churros e açaí.

Cleide de Sousa, moradora do Bairro Barcelona, participou da aula de zumba pela manhã e retornou à tarde acompanhada da mãe e dos filhos, de sete e de dois anos de idade, para aproveitar a programação musical: “Pelo que tenho observado, a maior parte das pessoas está curtindo de maneira consciente, usando máscara. Então, acho muito válido que eventos assim, ao ar livre, tenham continuidade”, comenta.

Acompanhe a programação da Secult pelas redes sociais: @secultscs (Instagram e Youtube) e @agendaculturalscs (Facebook), ou ainda pela Agenda Cultural, disponível no link da BIO do Instagram e no site www.saocaetanodosul.sp.gov.br, na aba “Agenda da Cidade”.


eliane-silex-preto-po-90x90cm-01.jpeg.png