• Redação

Prefeitura de São Caetano envia projeto de lei à Câmara para ratificar intenção de compra de vacinas


O prefeito de São Caetano do Sul, Tite Campanella, enviou à Câmara Municipal nesta terça-feira (9/3) projeto de lei com o objetivo de ratificar o protocolo de intenções de aquisição de vacinas para o combate à pandemia de coronavírus.

A medida permite que a Prefeitura possa comprar doses de vacinas que não fazem parte do PNI (Programa Nacional de Imunização), desde que certificadas pela Anvisa. Até o momento, a cidade assinou protocolo de intenção de compra com três laboratórios: a CoronaVac, produzida pelo Instituto Butantan com a farmacêutica chinesa Sinovac; a Janssen, empresa do Grupo Johnson & Johnson; e a Sputnik V, desenvolvida pelo Instituto de Pesquisa Gamaleya, de Moscou.

De acordo com Tite, a Prefeitura tem reserva de cerca de R$ 10 milhões para aquisição de doses, que atenderão a população que não está incluída nos grupos prioritários dos Planos Nacional e Estadual de Imunização. “Vamos conseguir ampliar a vacinação e atingir toda população da cidade acima de 18 anos”, explica.

São Caetano já aplicou 26.932 doses, sendo 8.189 em sua segunda aplicação. A cidade está aplicando a segunda dose em idosos de 85 anos ou mais, e a primeira dose em idosos entre 77 e 84 anos. A vacinação acontece em dois pontos com sistema drive thru (Teatro Paulo Machado de Carvalho e Estádio Anacleto Campanella) e nas Unidades Básicas de Saúde, por sistema de agendamento pelo site coronavirus.saocaetanodosul.sp.gov.br.


Fotos: Eric Romero / PMSCS

eliane-silex-preto-po-90x90cm-01.jpeg.png