• Gabriela Dutra

Prefeitura de São Caetano e CPB firmam parceria pela Escola Paralímpica de Esporte



A Prefeitura de São Caetano do Sul e o CPB (Comitê Paralímpico Brasileiro) celebraram acordo para a Escola Paralímpica de Esporte. O programa tem duas vertentes. A primeira prevê a capacitação de profissionais de Educação Física da rede municipal de ensino para a total inclusão dos alunos com deficiência às atividades esportivas nas escolas.


E, a segunda, a abertura de 60 vagas para estudantes da cidade (entre 8 e 17 anos, com deficiência) treinarem no Centro de Treinamento Paralímpico (referência internacional), que fica no km 11.5 da Rodovia dos Imigrantes, na Capital. A parceria foi firmada na manhã desta segunda-feira (14/3), em ato no Palácio da Cerâmica.


“É um programa que amplia a nossa contribuição ao Esporte Paralímpico Brasileiro e à qualidade de vida da pessoa com deficiência. Nossas ações no setor vão se multiplicando. Em breve iniciaremos a construção do Complexo de Atenção à Pessoa com Deficiência. Vamos no limite do que o governo municipal pode fazer, trabalhando a inclusão esportiva, educacional e todos os demais aspectos, garantindo a inclusão integral da pessoa com deficiência à sociedade”, afirmou o prefeito José Auricchio Júnior.



Coordenador técnico do CPB, David Costa lembrou que a Escola Paralímpica do Esporte já é realizada em parceria com 160 entidades governamentais e não governamentais – mais de 40 mil profissionais da Educação já receberam a capacitação. “É uma formação complementar para que os profissionais trabalhem a inclusão na prática. O objetivo é não deixar nenhum aluno de fora da aula de Educação Física. Além disso existe a outra vertente, dos treinamentos. Assim, ajudamos a realizar o sonho da criança em ser esportista, quem sabe até um atleta de alto rendimento”, considerou.


Os 60 alunos que preencherem as vagas terão acesso a esportes paralímpicos no contraturno escolar. As atividades serão realizadas duas vezes por semana, à tarde. O CPB oferecerá o espaço físico, uniformes, profissionais qualificados e lanche. Em contrapartida, a Prefeitura disponibilizará um responsável para acompanhar o transporte, além de divulgar o curso junto aos profissionais de Educação Física e criar meios para que estes realizem o curso, que é presencial e online.


As inscrições deverão ser abertas nas próximas semanas – a data será divulgada nos canais oficiais da Prefeitura. “É mais um passo importante de São Caetano na inclusão da pessoa com deficiência e na nossa contribuição ao esporte paraolímpico brasileiro”, ressaltou o deputado estadual Thiago Auricchio.


“Este programa nos dá a oportunidade de aprimorarmos mais que a inclusão e a acessibilidade. Estamos falando de despertar as potencialidades das nossas crianças e adolescentes. O esporte extrai o melhor das pessoas”, concluiu a secretária municipal dos Direitos da Pessoa com Deficiência ou Mobilidade Reduzida, Andréa Alencar.

eliane-silex-preto-po-90x90cm-01.jpeg.png