• Redação

Prefeitura de São Bernardo vence ação judicial e garante regularização fundiária na Vila São Pedro

Decisão favorável transforma bairro em maior área urbana a ser regularizada no Brasil, com mais de 1 milhão de metros quadrados

O Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo (TJ-SP) decidiu a favor da Prefeitura de São Bernardo em ação judicial de desapropriação indireta contra a Interinvest, antiga proprietária de terreno onde está localizada a Vila São Pedro. Publicado no dia 22 de março, o despacho reconheceu, em decisão unânime, a prescrição da ação movida pela empresa contra a Administração. Com a decisão, a Prefeitura de São Bernardo poderá dar continuidade à regularização fundiária no bairro e os moradores terão a legalização jurídica para receberem as escrituras definitivas de seus lotes. Trata-se da maior área urbana a ser regularizada no Brasil com mais de 1 milhão de metros quadrados.

“O brasileiro gosta de ter sua vida regularizada. A escritura é mais do que um documento. É uma certidão de propriedade. Estou muito feliz pela Justiça ter reconhecido o direito dos moradores da Vila São Pedro. Nosso governo foi o que mais regularizou imóveis em São Bernardo e já havíamos levado essa alegria para os moradores da Vila Mariana e da Vila Boa Vista/Santana. Precisávamos avançar e agora temos o aval da Justiça para dar continuidade à regularização fundiária da Vila São Pedro”, afirmou o prefeito Orlando Morando. No acórdão, o relator Luiz Fernando Camargo de Barros Vidal reconhece “que a ação haveria de ser julgada improcedente porque a municipalidade não pode ser responsabilizada pelo esbulho possessório praticado por terceiros e porque, a esta altura, pelo fato possessório procedente, inexiste conteúdo econômico da propriedade que possa ser subtraído por ato administrativo e que possa dar azo à indenização”. ENTENDA - A Vila São Pedro foi criada em 29 de junho de 1987, por 20 famílias, em frente ao antigo Clube da Volks. A vila ganhou o nome em homenagem à São Pedro, santo do dia. Na época, grande parte do terreno pertencia à empresa Interinvest. O então prefeito Aron Galante apoiou a ação, iniciando a urbanização da área, construindo ruas, calçadas e caixas d’água para abastecer o bairro. Acionada judicialmente em 1994, a Prefeitura indenizou a empresa pelos trechos urbanizados. A CASA É MINHA - Em 26 de agosto de 2017, o prefeito Orlando Morando autorizou o início da regularização fundiária do bairro por meio do programa “A Casa é Minha”, que dá a posse definitiva dos imóveis aos seus moradores. A ação compreende três loteamentos – Vila Mariana, Vila Boa Vista/Santana e Vila São Pedro. O processo foi iniciado pela Vila Mariana, onde foram regularizados 492 imóveis, cujos documentos foram entregues em abril de 2018. Em novembro de 2020, as 1.313 moradias na Vila Boa Vista/Santana também foram regularizadas. Quando iria iniciar a regularização de 7.800 lotes na Vila São Pedro, a empresa Interinvest entrou, em 2018, com uma ação judicial de desapropriação indireta contra a Prefeitura de São Bernardo. Os desembargadores do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP) decidiram a favor da Prefeitura, argumentando que houve demora da empresa em pleitear o seu direito.

eliane-silex-preto-po-90x90cm-01.jpeg.png