• Victor Oliveira

Prefeitura de São Bernardo inicia tratativas com Governo do Estado para receber Praça da Cidadania

Prefeito Orlando Morando trabalha para que a unidade deste programa do Fundo Social de Solidariedade de São Paulo seja implantada no Jardim Calux



Depois de conquistar um pacote histórico de investimentos junto ao Governo do Estado, no fim de agosto, como a instalação das unidades do AME (Ambulatório Médico de Especialidades) e da Rede Lucy Montoro, no antigo Hospital Pronto-Socorro Central (HPSC), dos aportes financeiros para a construção do 1º viaduto estaiado na cidade, da 2ª unidade do Bom Prato e de 100 unidades habitacionais no bairro Areião, a Prefeitura de São Bernardo iniciou tratativas para receber a Praça da Cidadania, no Jardim Calux. “Atendendo a um pedido da minha esposa e deputada Carla Morando, fomos convidados pelo Fernando Chucre para conhecer este importante projeto idealizado pelo Fundo Social e instituído pelo Governo de São Paulo. Este local leva dignidade às áreas mais vulneráveis e está sendo discutido. A autorização final será da primeira-dama do Estado e presidente de honra do Fundo Social, Bia Doria”, explicou o chefe do Executivo. A deputada estadual Carla Morando, que também foi presidente do Fundo Social de Solidariedade de São Bernardo, enfatizou a importância de mais este investimento na cidade. “A Praça da Cidadania é muito mais do que uma área de lazer, mas de formação da cidadania. Ela oferece qualificação profissional para que as pessoas possam ter oportunidade de emprego e melhorar suas vidas”, disse. Além do chefe do Executivo e da parlamentar, a reunião de apresentação da iniciativa, realizada na sede do Fundo Social de Solidariedade de São Paulo (FSS-SP), contou com o vice-prefeito e secretário de Serviços Urbanos, Marcelo Lima, e do presidente-executivo do FSS-SP, Fernando Chucre. PRAÇA DA CIDADANIA – Idealizado pelo Fundo Social e instituído pelo Governo de São Paulo, o local leva dignidade às áreas mais vulneráveis, combinando a realização de melhorias urbanas, por meio de implantação de espaços destinados ao esporte, lazer e à convivência comunitária, com oferta de cursos de qualificação social e políticas de assistência social. Atualmente, programa oferece mais de 20 cursos profissionalizantes em seis áreas do conhecimento: beleza e bem-estar, moda e arte, gastronomia, informática, construção civil e administração, desenvolvidos pelo Fundo Social de São Paulo em parceria com o Centro Paula Souza. No local, também são ofertados serviços do Centro de Integração e Cidadania (CIC), da Secretaria da Justiça e Cidadania, para emissão de segunda via de documentos. A iniciativa está presente em Guarulhos e na Capital, em Paraisópolis, e em Santo André. E deverá ser implantada em Carapicuíba, Cubatão, Itapevi, Itaquaquecetuba, Osasco e Santos.

eliane-silex-preto-po-90x90cm-01.jpeg.png