• Futricando

Ludmilla critica indicações do Prêmio Multishow e cancela apresentação



Saiu na noite de segunda-feira, 18 de outubro, a lista completa de indicados do Prêmio Multishow 2021, considerada por muitos a maior premiação musical do Brasil, e claro que os nomes revelados repercutiram entre os fãs nas redes sociais e até mesmo entre os próprios artistas.


Todavia, as indicações não foram vistas com bons olhos por todos, e Ludmilla, que foi indicada apenas em “Clipe do Ano” e “Hit do Ano”, ficou extremamente chateada com a falta de indicações e com a sua ausência em “Cantora do Ano”, tecendo muitas críticas à premiação e seus organizadores.


“Sou a primeira cantora negra da América Latina a acumular um bilhão de streams só no Spotify, hoje são mais de 1,5 bilhão de plays nas plataformas. Meus clipes somam 2,5 bilhões de visualizações, ‘Rainha da Favela’ ficou meses entre as músicas mais tocadas. São os números que falam!”, começou ela.


“Só esse ano lancei o ‘Numanice’ ao vivo, projeto que impactou a cultura brasileira e revolucionou o mercado do pagode de um jeito jamais visto, por ser uma mulher à frente do projeto, projeto que garantiu o vídeo musical solo mais visto de 2021 por uma cantora pop brasileira…”, continuou.


Deixa de Onda, Pra Te Machucar, Gato Siamês, Apê 1001, o Lud Session então nem se fala, tá na boca do povo. Desde quando ganhei a primeira vez e impactei todo o sistema por ser a primeira cantora negra a ser indicada e a vencer essa categoria em 26 anos de prêmio…”


"É nítida a falta de reconhecimento e entendimento das (poucas) premiações que temos aqui no Brasil. Assim como eu, vários artistas de vários segmentos e bandeiras que mereciam ser indicados ou serem reconhecidos da mesma forma que entregam conteúdo para seus públicos e estão na mesma situação”.

eliane-silex-preto-po-90x90cm-01.jpeg.png