• Redação

Lei Aldir Blanc em São Caetano viabiliza publicação de livros de autores locais


Na última sexta-feira (07/05), a Secretaria Municipal de Cultura de São Caetano do Sul (Secult) recebeu 20 exemplares do livro de poesias "Estares", de autoria de José Ignacio Mendes, com ilustrações de Regis Ribeiro, das mãos do próprio escritor. Outras 20 cópias serão distribuídas para escolas municipais de Ensino Fundamental e Médio e três para as bibliotecas públicas. O autor também vai disponibilizar a versão digital da obra na íntegra.

O projeto foi aprovado no edital da Secult de premiação a atividades de cunho artístico e cultural, com recursos da Lei Federal de assistência financeira ao setor n. 14.017 (Aldir Blanc). Para o escritor, que trabalha com tradução e revisão de livros, a contemplação no edital foi essencial para dar visibilidade à sua atividade criativa:

“Os editais municipais para a execução da Lei Aldir Blanc têm sido fundamentais para manter os processos de criação artística. A possibilidade de realizar projetos culturais, ainda que pontual, é essencial para os artistas e para o público. A edição do livro ‘Estares’ é um exemplo de iniciativa que seria impossível sem os recursos advindos da Lei. Os textos e as imagens já existiam, mas foi a oportunidade de inscrever este trabalho no edital que permitiu transformar o material numa publicação impressa e digital acessível aos leitores”, considera José Ignacio Mendes.

“Estares” é uma coletânea poética sobre sentimentos e situações cotidianas, que também reflete aspectos perenes e universais da condição humana. Os poemas resultam de encontros informais de artistas locais que aconteciam semanalmente desde 2019, interrompidos pelas atuais restrições de contenção à Covid-19. Naquelas ocasiões, o autor improvisava os escritos na lousa, que refletiam as condições do momento e as reações emocionais dos participantes.

O livro apresenta também uma série de monotipias do artista plástico Regis Ribeiro, intitulada “Campos invisíveis”, junto aos poemas. O processo de produção combinou os poemas com as gravuras em narrativas paralelas que dialogam, expressando alterações semelhantes de tom e sentimento, cada qual na sua linguagem.

Conheça os trabalhos aprovados com os recursos da Lei Aldir Blanc em São Caetano pelas redes sociais da Secult: facebook.com/agendaculturalscs, instagram.com/secultscs e youtube.com/secultscs, ou por meio do Mapa Cultural: mapacultural.saocaetanodosul.sp.gov.br/projeto/3845.

eliane-silex-preto-po-90x90cm-01.jpeg.png