• Redação

Hospital de Campanha de Atila tem contratos regulares de acordo com o Tribunal de Contas do Estado

O equipamento da gestão do ex-prefeito não possui nenhuma irregularidade

Atila Jacomussi provou junto ao Tribunal de Contas do Estado que contratos com a Pilar Organização e Festas Ltda, para a criação do Hospital de Campanha de Mauá, estão regulares.


A aprovação, aconteceu depois de recomendação dos órgãos técnicos, que não viram irregularidades no contrato de R$ 665,7 mil, para pagamento em 90 dias, em troca da construção da unidade.

O ex-prefeito foi alvo de uma investigação no ano de 2020, onde era acusado de superfaturamento. O Gaeco foi até a prefeitura do município de Mauá, levando documentos do gabinete de Atila, ao mesmo tempo foi surpreendido pelos oficiais às 6h da manhã em seu apartamento, onde levaram smartphones, notebook e tablet.



 

Atila Jacomussi comemora decisão nas redes sociais O TEMPO NÃO SÓ CURA, ELE MOSTRA A VERDADE!



"Hoje recebo essa notícia com certeza que a justiça existe e que tudo que fiz pela saúde do nosso povo durante a PANDEMIA valeu a pena até porque lutar pela vida é obrigação quando se é prefeito e que nenhuma mentira dita por grupos políticos organizados ficaria de pé, e que inúmeras tentativas de GOLPE venceria a verdade, OBRIGADO MEU DEUS! E AO POVO DE MAUÁ!"



 

Alfinetadas que não deram certo

Juiz João no dia 17 de junho de 2020, publicou em sua rede social, imagens da Rede Globo de Televisão na operação do Gaeco e Ministério Público após denúncias feitas por ele.

De forma ácida, João críticou o governo Atila afirmando que a verdade venceria, chamando o ex-prefeito de corrupto. As denúncias feitas não tiveram fundamento, Juiz não se manifestou em redes sociais ou qualquer canal de comunicação. Em tentativa de contato, não atendeu o Tabloide Nacional.

eliane-silex-preto-po-90x90cm-01.jpeg.png