• Redação

GCM de Diadema fez 12 operações contra pancadão na fase emergencial da pandemia


Seja na fiscalização de estabelecimentos comerciais ou no combate de pancadões, o trabalho da Guarda Civil Municipal (GCM) de Diadema durante toda a pandemia tem sido essencial na luta contra a Covid-19. Só neste último final de semana da fase emergencial, além de impedir a realização das grandes festas/aglomerações clandestinas do Morro do Samba e Júpiter/Piratininga, no Serraria; e do Gazuza, no Casa Grande, também foram realizadas quase 700 vistorias de motos, carros e pessoas.


Segundo balanço da Secretaria de Defesa Social de Diadema, pasta responsável pela GCM, de 13 de março passado até hoje, 12/4, a Operação Paz e Proteção totalizou 1.058 vistorias de motos e carros, mais de 800 pessoas abordadas/revistadas e 374 AITs (Auto de Infração de Trânsito) emitidos.

“Esses números traduzem o compromisso da GCM de Diadema com a defesa da vida e o combate à pandemia. Enfrentamento aos pancadões nesse momento gravíssimo da saúde pública também é prioridade da Prefeitura e conta com o apoio da PM e da Polícia Civil”, destaca Benedito Domingos Mariano, secretário municipal de Defesa Social.


Último final de semana da fase emergencial


De acordo com o relatório final da Operação Paz e Proteção, divulgado pelo Comando da GCM de Diadema, quase 80 GCMs estiveram envolvidos no trabalho, das 17h30, de sexta-feira, 9/4, às 6h desta segunda-feira, 12/4. Mais uma vez, a ocupação preventiva ocorreu, simultaneamente, em três pontos críticos de pancadão: Gazuza, Morro do Samba e Júpiter/Piratininga.


Nesses locais e adjacências, nos diversos bloqueios montados pela GCM, foram abordadas/revistadas 294 pessoas e vistoriados 290 motocicletas e 108 carros. Durante a operação, os GCMs emitiram também 32 AITs (Auto de Infração de Trânsito) e cinco Boletins de Ocorrência, além de conduzirem à Delegacia de Polícia, uma moto e uma pessoa.


Durante este final de semana, equipes da GCM também dispersaram aglomerações em outros locais da cidade como a rua Vereador Gentil Santos de Paula e avenidas Daniel José de Carvalho e Marginal Z.



Canais para denúncias:


A GCM de Diadema atende reclamações pelos telefones: 153; 0800-7705-559; ou 4043-6330 (Central de Operações).


Outra opção de contato é por meio do e-mail gcm@diadema.sp.gov.br .

eliane-silex-preto-po-90x90cm-01.jpeg.png