• Redação

Expert em preenchimento labial fala sobre aumento de procedimentos estéticos em adolescentes

Dra. Olinda Lorentz apoia nova lei no Reino Unido que proíbe botox e preenchimento labial em menores de 18 anos "Brasil deveria adotar medida"

No Reino Unido, com a notícia da aprovação de um novo projeto de lei chamado 'Ato de Toxina Botulínica e Preenchimentos Cosméticos (Crianças) que proíbe preenchimentos cosméticos em menores de 18 anos, acendeu um alerta de diversos profissionais sobre o futuro da área estética. A Dra. Olinda Lorentz se disse totalmente a favor da decisão, explicando que arrependimentos e excesso de preenchimento botox sem necessidade podem acarretar em problemas futuros com a autoestima. “Eu não concordo com o uso do botox em adolescentes para fins estéticos, e também não faço o procedimento em menores de idade”, alertou.

De acordo com dados da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP), nos últimos dez anos houve um aumento de 141% nos procedimentos em jovens de 13 a 18 anos. Em 2016, ano em que foi realizado o censo, registraram mais de 90 mil casos de cirurgias plásticas em adolescentes, passando até os EUA, com 66 mil cirurgias estéticas. Olinda diz que regras como a sancionada no Reino Unido poderiam colaborar com os jovens brasileiros. “É preocupante fazer procedimentos estéticos tão jovens e sem necessidade, e a maioria pode ser pela pressão das redes sociais”.


A cirurgiã dentista orienta apenas o procedimento em adolescentes que passam por casos de necessidades extremas. "Existem casos de paralisia facial e até mesmo corporal que os profissionais fazem uso de toxina botulínica para relaxamento muscular, mas recomendo apenas nesse caso”.

Fotos: Divulgação / CO Assessoria

eliane-silex-preto-po-90x90cm-01.jpeg.png