• Redação

Em parceria com Estado, Sto.André realiza maior entrega de escrituras da história

Secretário Fernando Marangoni e prefeito Paulo Serra entregam 1.723 matrículas e colocam fim à espera de cinco décadas

Foto: Divulgação/Bruno Coelho

Há cerca de 50 anos esperando pela regularização dos imóveis, os moradores do Tamarucata e Sacadura Cabral, em Santo André, finalmente vão receber os títulos de propriedade. Será a maior entrega de escrituras da história da cidade, com a realização do sonho de 1.723 famílias. A cerimônia acontecerá neste domingo (27), a partir das 10h30, na Avenida Dom José Marcos de Oliveira, 155, e contará com as presenças do secretário executivo de Habitação do Estado, Fernando Marangoni, e do prefeito Paulo Serra.


As matrículas serão entregues por meio do programa estadual Cidade Legal, presidido por Fernando Marangoni, que também foi secretário municipal de Habitação e Regularização Fundiária entre 2017 e 2018, início da gestão de Paulo Serra.


Antes, Santo André nunca teve entrega de matrículas e tínhamos esperas que duravam décadas. Me orgulho de ser presidente do programa Cidade Legal, que hoje se consolida como maior programa de regularização fundiária do mundo. Desde 2019, entregamos mais de 55 mil títulos de propriedade. Em especial, Santo André já vem fazendo desde 2017 esse amplo trabalho, que é uma revolução no setor habitacional. Tiramos do papel o que a população antes tinha só na promessa”, diz Fernando Marangoni.

Fotos: Divulgação/Bruno Coelho
O núcleo Sacadura Cabral foi implantado em 1970 e atualmente se encontra consolidado em uma área de 39.299,94 metros quadrados com 490 lotes. Já o Tamarucata, é de 1975 e hoje conta com 1.233 imóveis distribuídos em 104.169,23 metros quadrados. A ação ocorre quase dois meses após a conclusão das escrituras do bairro Centreville, que também esperou quatro décadas pelas escrituras dos imóveis.

Segundo Paulo Serra, os moradores terão fim de aproximadamente cinco décadas de insegurança jurídica do imóvel. “Estamos realizando o maior programa de regularização fundiária da história de Santo André. A escritura na mão representa segurança jurídica, dignidade e pertencimento. Muitas destas famílias esperam há décadas pelas escrituras de suas casas. Por isso, aceleramos a entrega. É qualidade de vida para a nossa gente", afirma o prefeito.


Mauá

Antes de Santo André, Fernando Marangoni participa ao lado do prefeito, Marcelo Oliveira, da entrega de 174 das 273 escrituras em Mauá, para o núcleo Pedrerinha e bairros Jardim Zaíra e Jardim Feital. O primeiro lote contempla 162 moradores que já receberão as matrículas neste domingo, às 9h, no CEU (Centro de Artes e Esportes Unificados) do Parque das Américas, na Rua. América do Norte, 17.

eliane-silex-preto-po-90x90cm-01.jpeg.png