• Gabriela Dutra

Diadema lança o programa “Adote uma Área Verde”



Inspirada no lema de que ninguém faz nada sozinho, a Prefeitura de Diadema, por meio da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Serviços Urbanos, está publicando o Edital de Chamamento Público que orienta e institui o Programa de Adoção de Parques, Praças e Áreas Verdes da cidade.

O objetivo é ampliar e viabilizar parcerias com a iniciativa privada (pessoas físicas ou jurídicas) para a urbanização, manutenção e conservação de próprios municipais, tais como: praças, bosques, parques, jardins, canteiros e outros.

Ao todo, a Prefeitura busca parceiros para adoção de 164 praças, 13 canteiros centrais e cinco parques.

De acordo com a direção ambiental de Diadema, a adoção de áreas verdes é um modo de participação social que contribui para a melhoria e organização dos espaços educativos, de lazer e recreação, melhorando a qualidade de vida, educação ambiental e bem estar da população.

“Trata-se de um programa em prol da coletividade que visa incentivar e promover parcerias públicas com o setor privado, quer sejam empresários, comerciantes, moradores ou entidades”, explicou o secretário municipal de Meio Ambiente e Serviços Urbanos, Wagner Feitoza, o Vaguinho.

O Programa de Adoção de Parques, Praças e Áreas Verdes do Munícipio de Diadema está ancorado na Lei Municipal nº 2.512/2006, alterada pela Lei Municipal nº 4.158/2021.

Enfim, o objetivo geral do programa de adoção é beneficiar todas as partes envolvidas. Por isso, a entidade ou pessoa jurídica adotante poderá instalar placa de publicidade no local, sempre de acordo com o Edital de Chamamento e a legislação municipal.

Para conhecer a íntegra do Edital de Chamamento Público, acesse http://www.diadema.sp.gov.br/sema-sobre-a-secretaria/25262-editais

Há parques e praças bem conhecidos

A listagem das áreas verdes passíveis de adoção relaciona cinco parques municipais: o do Paço e Pousada dos Jesuítas, ambos situados na região central; o Takebe (nome oficial: Vereador Antônio de Lucca Filho), no Jardim Canhema; o Regional Oeste, no Serraria; e o Pôr do Sol, em Piraporinha.

Já das praças que podem ser adotadas pela iniciativa privada, algumas são bem populares e frequentadas.

Na região central, por exemplo, tem as seguintes praças: da Moça, Castelo Branco, Emancipadores (também chamada de Rotatória/Redondão, do Jardim Rosinha) e a Juarez Rios de Vasconcelos (mais conhecida como praça das quadras).

Além dessas, estão no rol de adoção a Praça Celite (Campanário), Nossa Senhora das Graças e Paul Harris (Serraria) e Miosótis (Vila São José). No total, a lista soma 164 praças de tamanhos variados.

eliane-silex-preto-po-90x90cm-01.jpeg.png