• Marcos Paulo Silva

Criada comissão para encaminhar projetos na zona Oeste de Diadema



A Prefeitura de Diadema criou nesta terça-feira (4) a comissão que vai fazer o mapeamento das entidades, lideranças e conselhos da zona Oeste da cidade, primeiro passo para o levantamento das informações que vão subsidiar a definição de um conjunto de ações e intervenções nesse território para o aumento da qualidade de vida dos moradores.

O Plano Integrado de Desenvolvimento Local, que será aplicado no Parque Real, Conceição e Serraria, é resultado de parceria entre a Prefeitura e a organização Pacto Pelas Cidades Justas, que reúne mais de vinte entidades civis voltadas a modelar programas participativos. Diadema foi escolhida em razão de sua intensa experiência em participação social.

“Vamos reunir nossas experiências para a construção da participação direta dos moradores na gestão da cidade, e na definição das prioridades e do planejamento das ações que a Prefeitura deve desenvolver”, disse Mário Reali, assessor especial para Projetos Estratégicos.

Todas as secretarias da Prefeitura estão integradas à nova comissão. “Essa integração do grupo vai fazer com que o projeto avance”, comentou Dejanira Maria, coordenadora do grupo de participação popular da Secretaria de Planejamento e Gestão.

Ela disse que a tarefa inicial da comissão é o levantamento de todos os conselhos, dos equipamentos e das lideranças da zona Oeste da cidade para, em seguida, dar início ao trabalho de divulgação do projeto e a realização de reuniões com a comunidade para definir as intervenções urbanas e sociais a serem feitas nos bairros e entornos.

Para Mário Reali, a cidade e seus moradores só têm a ganhar com o desenvolvimento de um programa construído a partir do olhar e da vivência dos moradores. “O cidadão vai ganhar com maior eficiência e eficácia das políticas públicas. E Diadema terá mais justiça social e igualdade”, finaliza.

eliane-silex-preto-po-90x90cm-01.jpeg.png