• Gabriela Dutra

Com avanço da vacinação, São Bernardo completa nove dias sem internações infantis por Covid-19

Cenário é o melhor da rede municipal em 2022, desde o início da imunização do público de 5 a 11 anos, em 14 de janeiro


Com o avanço da vacinação, a Prefeitura de São Bernardo completou nesta quinta-feira (24/2) nove dias sem internações infantis por Covid-19. Este é o melhor cenário apresentado na rede hospitalar municipal em 2022, desde o início da imunização do público de 5 a 11 anos, em 14 de janeiro. O pico de internações infantis ocorreu em janeiro deste ano, com 26 crianças hospitalizadas em leitos Covid-19, um aumento de 160% em comparação ao mesmo período de 2021. Ao longo de todo o ano passado, a cidade registrou 54 internações do público infantil, sendo que o pico máximo atingido foi de dez leitos ocupados.

Para o prefeito Orlando Morando, o cenário positivo é reflexo direto das ações implementadas para garantir vacinação a todas as crianças. “Nossa cidade não mediu esforços no processo de vacinação, especialmente, para o público infantil. Fomos o primeiro município do Estado a aplicar a Coronavac, já iniciamos a aplicação da segunda dose e estamos ofertando as doses nas nossas escolas municipais”, detalhou.

Até o momento, 54.843 crianças entre 5 e 11 anos já estão imunizadas com a primeira dose e 5.738 com as duas doses, o que representa 78% de cobertura vacinal deste público para a primeira dose e de 10% para as duas etapas. Entre adolescentes de 12 a 17 anos, a cobertura é de 95% para primeira dose ou dose única e de 85% para a segunda dose.

De acordo com o secretário de Saúde, Dr. Geraldo Reple Sobrinho, a queda na ocupação dos leitos infantis coincide com a celeridade conferida no processo de vacinação do público infantil. “Os números demonstram que as doses são eficazes no combate de casos graves, prevenindo as internações e os óbitos, inclusive das crianças”, analisou.

NOVA DESACELERAÇÃO – Além de ter zerado a quantidade de crianças internadas pela doença, São Bernardo observa uma nova desaceleração das internações dos adultos, com 26 pessoas atualmente hospitalizadas, o que corresponde a 14% de ocupação de leitos Covid-19. Os números voltam a ficar próximos das taxas de ocupação de dezembro do ano passado, antes da nova onda de Coronavírus, causada pela variante ômicron.

eliane-silex-preto-po-90x90cm-01.jpeg.png